domingo, 2 de maio de 2010

Falta de escrúpulos – Os mentirosos

Image and video hosting by TinyPicPor Laerte Braga

Quando alguém assiste a um desses filmes de ação em que agentes norte-americanos saem pelo mundo afora matando e destruindo tudo e todos em nome da segurança dos Estados Unidos, de tal forma já se acostumou com essa forma de agir que não percebe que ali não existe crítica alguma ao terrorismo do império. O que há de fato é exibição de poder, demonstração de força, afirmação da lei do mais forte e por baixo dos panos, um constante processo de alienação que transforma atores como Silvester Stalone ou Bruce Willys em espécie de super homens .

No fundo o que sentimos é exatamente o que eles querem. Um misto de admiração pela boçalidade e a constatação interior que somos inferiores.

Os braços dessa forma de terrorismo são compridos, atuam em todo o mundo e recentemente um líder do Hamas foi assassinado em Dubai por agentes secretos do MOSSAD – Israel –, todos com nomes falsos, passaportes britânicos, alemães e belgas e a despeito das promessas de apurar os fatos e adotar as providências cabíveis, tudo está do mesmo tamanho.

É estreita a colaboração entre essas organizações.

Na trilogia Bourne, história de um oficial norte-americano que entra para um projeto especial de eliminação de inimigos dos EUA em qualquer parte do mundo, um jornalista do jornal inglês THE GUARDIAN é assassinado pela CIA por ter descoberto o que não podia, não devia e não deveria ser publicado.

Eliminar o jornalista sugere que o jornal publicaria os fatos. É uma intenção clara e manifesta no filme. O jornalista é o culpado de sua própria morte por colocar em risco a segurança dos EUA . O jornal entra ali aparentemente de adereço. Para que se suponha que sendo livre a expressão não iria hesitar em denunciar os crimes do terrorismo oficial da CIA.

Nos tempos de George Bush isso vinha chancelado pelo ATO PATRIÓTICO. Uma espécie de AI-5 para os cidadãos de qualquer parte ou canto do mundo que viessem colocar em risco a democracia cristã, ocidental e capitalista.

Escorado nesse absurdo Bush encheu Guantánamo de inocentes. Sem preocupações com qualquer reação da opinião pública transformou a base militar em território cubano ocupado em campo de concentração.

Mas isso é por lá, por aqui as coisas são diferentes, pelo menos é o que parece Só parecem. Agentes estrangeiros atuam em estreita colaboração com setores das forças armadas (brasileiras, será que são?) no que chamam vigilância sobre a colônia palestina no sul do País. Ao tempo de FHC chegaram a insinuar que Osama bin Laden lá estivera buscando recursos para seu grupo e cogitaram de instalar uma base militar de “cooperação mútua” mais ou menos eles comandam e o mútuo fica por conta da limpeza das latrinas).

Um dos braços mais importantes, se não for o mais importante desse processo de recolonização e que parte da busca da alienação plena e absoluta é a mídia. Não temos uma mídia independente, brasileira, o chamado exercício da livre expressão é apenas o direito da mentira repetida a exaustão, até que um apresentador de jornal de tevê possa referir-se ao telespectador padrão do dito jornal como “Homer Simpson”. O idiota de uma série da tevê dos EUA.

Os índices de audiência do dito jornal continuam altos e milhares continuam respondendo ao jornalista em seu twitter quando ele pergunta “quem quer um bom dia diga sim”. Mais ou menos como uma criança no zoológico, naquela linguagem de crianças – essas são inocentes – exibe uma banana ao macaco.

Os impérios se sustentam na exploração de povos que oprimem, dominam ou alienam. Alienar pode significar algo como perder consciência de si próprio, aceitar transformar-se num objeto. Tem sido assim historicamente. Com os EUA não é diferente. As épocas é que são distintas e a forma de dominação obedece aos critérios do tempo e do espaço. Por exemplo, terceirizar as forças armadas, como acontece nas guerras do Iraque e do Afeganistão.

Aquela história de “nossos rapazes” vira nossos mercenários”.

Os EUA hoje não são um país, tampouco uma nação. O modelo transformou-os numa empresa controlada por grupos sionistas (judeus fundamentalista/terroristas), banqueiros, grandes empresas e parceria com elites econômicas em todas as partes do mundo. No caso do Brasil, o conglomerado FIESP/DASLU, associação de supostos barões travestidos de comendadores e “patriotas”, todos gloriosos sonegadores e fraudadores de tudo quanto possa ser fraudado em benefício do lucro nosso de cada dia.

O entorno, ou seja, nós, mais ou menos como que numa máquina de moer carne. Vamos sendo moídos, moídos, até que imprestáveis, somos atirados a um canto qualquer de um almoxarifado qualquer. Um exemplo claro disso? O México e sua participação no NAFTA, tratado de livre comércio entre eles, os EUA e o Canadá. O México é o depósito de lixo.

Quem disse que os norte-americanos estão preocupados em acabar com o narcotráfico? Álvaro Uribe é o presidente da Colômbia e os bilhões de dólares do tráfico de droga vão parar nos bancos de grupos sionistas, europeus e norte-americanos. No máximo mantê-lo dentro de níveis aceitáveis, digamos assim. Estudos do próprio Pentágono mostram que a imensa maioria de soldados dos EUA usam drogas quando em situação de combate. Acaba sendo “necessidade” e fator de lucro.

Em todo esse processo há contratempos, lógico. De repente alguns povos se dão conta que são seres humanos, que têm um sentimento que os torna e forma parte de uma determinada nação e reagem.

No caso da América Latina governos eleitos pelo voto do povo como o da Venezuela, da Bolívia, do Equador, do Uruguai, do Paraguai, da Nicarágua, de El Salvador, além de Cuba (a propósito não noticiaram nada, mas domingo foi dia de eleição em Cuba) são transformados em veículos do terrorismo, contrários à democracia, risco para as liberdades.

Acionam todos os mecanismos de falta de escrúpulos para derrubá-los como fizeram com o de Honduras e transformam seus governantes em bandidos. Forjam um processo eleitoral e continuam prendendo, assassinando, torturando, tudo em nome das companhias que por lá estão.

A jóia da coroa na América Latina é o Brasil.

A perspectiva que possamos continuar de pé e buscando caminhos capazes de nos permitir a integridade do nosso território, a nossa soberania, liberdade e acima de tudo capacidade de sermos donos do nosso destino assusta os EUA.

Têm uma aposta num primeiro momento. José Collor Arruda Serra, retorno dos tempos de FHC.

Montaram uma coligação impressionante. O partido do candidato, PSDB, os principais meios de comunicação – GLOBO, FOLHA DE SÃO PAULO, VEJA e outros de caráter regional), trouxeram a quadrilha DEM (latifundiários do transgênico nosso de cada dia), excluíram do noticiário pesquisas que não lhe agradam e forjam as que desejam vender aos Homer Simpsons, tocam o barco segundo planos e comando de Washington e Wall Street.

Nesta semana que chega ao fim se tem falado muito do déficit de conta corrente do Brasil. O próprio presidente do Banco Central Henrique Meireles veio a público explicar que não há problemas sérios.

Se existem ou não problemas sérios, essa não é a preocupação dos críticos do governo. O importante é deixar gravada na mente do Homer a expressão déficit. Sugere fracasso, incompetência e dá forças ao homem deles, José Collor Arruda Serra.

A história é outra. Ou os quinhentos são outros.

Três itens formam a conta corrente. A balança comercial (exportação versus importações). A conta de serviços (patentes, etc) e de rendas, ou seja, da circulação de dinheiro, empréstimos – entrada e saída –, pagamento de juros, REMESSA DE LUCROS, viagens e no caso das rendas, recursos enviados por brasileiros no exterior.

Não temos uma indústria nacional de veículos automotores. Abrimos mão ao contrário da Coréia, do Japão, dos países europeus, da China, da Índia. Temos montadoras de empresas estrangeiras que usam componentes nacionais (fabricados por empresas estrangeiras) até um determinado limite e tecnologia (se paga por tecnologia) de outras empresas, de outros países, caso da CITROEN, que usa tecnologia em alguns itens desenvolvida em Israel.

FHC privatizou a EMBRAER quando a empresa era um êxito absoluto e hoje, no caminho que estava, seria concorrente das grandes do mundo, inclusive na fabricação de aviões de grande porte. Compramos submarinos nucleares franceses quando dispomos de tecnologia para fazer tudo aqui. As verbas foram sucateadas. A FAB fica sem voar, a não ser brincadeira, enquanto se decide que empresa estrangeira vai nos fornecer aviões caças. Liquidaram a IMBEL e a ENGESA quando o URUTU e o OSÓRIO competiam com vantagem sobre similares estrangeiros. Votaram a lei de patentes para neutralizar qualquer perspectiva de tecnologia sobre qualquer coisa e um grupo de espertalhões do Japão chegou a registrar o açaí.

A VALE, que quando VALE DO RIO DOCE era lucrativa e gerava tecnologias de ponta no setor foi entregue a grupos estrangeiros e breve terá sua matriz na Suíça. É dona de parte do solo e subsolo do Brasil.

O Estado como instituição não tem que ter padaria. Mas os setores estratégicos da economia são fundamentais. FHC tratou de rifá-los, é um funcionário deles, Arruda Serra é o projeto para arrematar o processo.

A política externa do Brasil incomoda claro. Um desses remanescentes da era jurássica, patriota por canalhice, no conceito de Samuel Johnson, referiu-se a Celso Amorim como “vá a m... Amorim”. Claro, ao contrário do antigo ministro de FHC Celso Láfer, Amorim não tira os sapatos em um aeroporto em New York e se deixa revistar pela imigração. Tem caráter, escrúpulos e competência. Láfer nem sabe o que é isso. Um grito e tira os sapatos, cai de quatro.

Com a crise das montadoras norte-americanas e os meios adotados pelo governo do Brasil (sem entrar no mérito) para evitar que a crise batesse aqui, uma das razões do déficit de conta corrente é exatamente a remessa de lucros para salvar a turma da matriz. Não foi só o dinheiro dado por Obama não. O mundo dos países controlados pelo império pagou a maior parte da conta e continua a pagar.

As medidas adotadas pelo governo brasileiro no auge da crise tiveram como objetivo, por discutíveis que possam ser, evitar altos índices de desemprego, entre outras coisas. O desemprego está em baixa.

Para os veículos de comunicação, a coligação PSDB/GLOBO/FOLHA DE SÃO PAULO/VEJA/DEM, todos movidos por grandes capitais de empresas padrão FIESP/DASLU, é preciso exibir a expressão déficit sem explicar que com eles não haverá déficit, pois a escritura do Brasil será passada em caráter definitivo e seremos BRAZIL.

Não têm escrúpulos, são mentirosos, não têm nada a ver nem com o Brasil e muito menos com os brasileiros.

A opção é simples. Se vamos fazer como Celso Láfer, borrarmo-nos de medo e tirar os sapatos, cair de quatro ou se vamos continuar de pé como Amorim.

Se de fato somos milhões de Homer Simpson, ou se somos sujeitos e donos de nosso País, capazes de construir a nossa Nação.

Sabe quanto custa o curso da filha de Serra, por mês numa universidade norte-americana? Sessenta dólares. Tem idéia do preço da mansão da moça em Troncoso na Bahia (Serra passou o reveillon lá).

Li hoje e não duvido que, breve, se bobearmos, vamos pagar pedágio para entrar em nossas próprias casas. Nossas? Será?

Enviado por fabianobarretto@globalgarbage.org

Leia Mais…

Biodiversidade ameaçada

Image and video hosting by TinyPicNo litoral de Ilhéus, o local onde nascerá o Porto Sul (foto: Fábio Coppola/Rede Sul da Bahia). Ilhéus - Uma audiência pública de cerca de 10 horas, um pedido do Ministério Público Estadual contra o empreendimento negado pela justiça local e manifestações calorosas da sociedade civil contra e a favor da intervenção. Assim começam a ser fincadas as bases de mais uma obra de infra-estrutura no litoral brasileiro com importância questionável e grande potencial de destruir o pouco que resta de Mata Atlântica no país. O Complexo Intermodal Porto Sul, uma parceria público-privada que começou a ter suas formas delineadas em 2007, está cada vez mais perto de sair do papel, envolvido por muita polêmica. Leia esta matéria na íntegra no OECO.

Leia Mais…

Lula é eleito o líder mais influente do mundo pela revista norte-americana “Time”

Cineasta Michael Moore chama o presidente brasileiro de “verdadeiro filho da classe trabalhadora da América Latina”
Image and video hosting by TinyPic

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito nesta quinta-feira (29) pela revista americana “Time” como o líder mais influente do mundo. Lula encabeça o ranking de 25 nomes e é seguido por J.T Wang, presidente da empresa de computadores pessoais Acer, o almirante Mike Mullen, chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o presidente americano Barack Obama e Ron Bloom, assessor sênior do secretário do Tesouro dos Estados Unidos.

No perfil escrito pelo cineasta Michael Moore, o programa Fome Zero (praticamente substituído pelo Bolsa Família) é citado como destaque no governo do PT como uma das conquistas para levar o Brasil ao “primeiro mundo”. A história de vida de Lula também é ressaltada por Moore, que chama o presidente brasileiro de “verdadeiro filho da classe trabalhadora da América Latina”.

A revista lembra quando Lula, aos 25 anos, perdeu sua primeira esposa Maria grávida de oito meses pelo fato dos dois não terem acesso a um plano de saúde decente. Ironizando, Moore dá um recado aos bilionários do mundo: “deixem os povos terem bons cuidados de saúde e eles causarão muito menos problemas para vocês”.

A lista mostra os 100 nomes de pessoas mais influentes do mundo em diversas áreas –líderes da esfera pública e privada, heróis, artistas, pensadores, entre outros.

Entre os líderes em destaque também estão a ex- governadora do Alasca e ex-candidata republicana à Vice-Presidência dos EUA, Sarah Palin; o diretor do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn; os primeiros-ministros japonês e palestino, Yukio Hatoyama e Salam Fayyad, e o chefe do Governo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Fonte: http://marinasantanna.com/2010/04/29/lula-e-eleito-o-lider-mais-influente-do-mundo-pela-revista-norte-americana-time/

Leia Mais…

Vícios: Álcool e Obsessão

"A obsessão mundial pelo álcool, no plano humano, corresponde a um quadro apavorante de vampirismo no plano espiritual.. .."

Image and video hosting by TinyPic

A obsessão mundial pelo álcool, no plano humano, corresponde a um quadro apavorante de vampirismo no plano espiritual. A medicina atual ainda reluta - e infelizmente nos seus setores mais ligados ao assunto, que são os da psicoterapia – em aceitar a tese espírita da obsessão. Mas as pesquisas parapsicológicas já revelaram, nos maiores centros culturais do mundo, a realidade da obsessão. De Rhine, Wickland, Pratt, nos Estados Unidos, a Soal, Carington, Price, na Inglaterra, até a outros para-psicólogos materialistas, a descoberta do vampirismo se processou em cadeia. Todos os parapsicólogos verdadeiros, de renome científico e não marcados pela obsessão do sectarismo religioso, proclamam hoje a realidade das influências mentais entre as criaturas humanas, e entre estas e as “mentes desencarnadas” .

Jean Ehrenwald, psicanalista, chegou a publicar importante livro intitulado: Novas Dimensões da Análise Profunda, corroborando as experiências de Karl Wick-land em Trinta Anos Entre os Mortos. Koogan, na Europa de hoje, acompanhado por vários pesquisadores, efetuou experiências de controle remoto da conduta humana pela telepatia, obtendo resultados satisfatórios. Tudo isso nada vale para os que se obstinam na negação pura e simples, como faziam os cientistas e os médicos do tempo de Pasteur em relação ao mundo bacteriano.

As quadras de Cornélio Pires sobre a obsessão alcoólica não são apenas uma brincadeira poética. Elas nos mostram - num panorama visto do lado oculto da vida -a própria mecânica desse processo obsessivo. Espíritos inimigos, (que ofendemos gravemente em existências anteriores), excitam-nos o desejo inocente de “tomar um trago”. Aceitamos a “idéia maluca” e espíritos vampirescos são atraídos pelas emanações alcoólicas do nosso corpo. Daí por diante, como aconteceu a Juca de João Dório, “enveredamos na garrafa” e vamos" parar no sanatório. Os espíritos vampirescos são viciados que morreram no vício e continuam no mundo espiritual inferior, aqui mesmo na Terra, buscando ansiosamente os seus “tragos”. Satisfazem-se com as emanações alcoólicas de suas vítimas e continuam a sugá-las como vampiros psíquicos.

Nas instituições espíritas bem dirigidas esse processo é bastante conhecido, e são muitos os infelizes que se salvam após um tratamento sério. Nos hospitais espíritas as curas são numerosas. Veja-se a obra do Dr. Inácio Ferreira: Novos Rumos à Medicina, relatando as curas realizadas no Hospital Espírita de Uberaba. Não é só a obsessão alcoólica que está em jogo nos processos obsessivos. Os desvios sexuais oferecem um contingente talvez maior e mais trágico do que o do álcool, porque mais difícil de ser tratado.

Tem razão o poeta caipira ao advertir que “álcool, para ajudar, é coisa de medicina”. Só nas aplicações médicas o álcool pode ser usado como remédio. Mas temos de acrescentar, infelizmente, que os médicos de olhos fechados para a realidade espiritual não estão em condições de atender aos casos de alcoolismo. Os grupos espíritas e as associações alcoólicas obtêm resultados mais positivos, quando em tratamentos bem dirigidos.

(Do livro "Diálogo dos Vivos", Francisco Cândido Xavier e J. Herculano Pires, Espíritos Diversos) - Irmão Saulo

Leia Mais…

Tirinhas

Image and video hosting by TinyPic

Leia Mais…

Japão – New Look

JAPÃO

Leia Mais…

Democracia e Cabeças Decepadas

Image and video hosting by TinyPicO ensaio segue abordando questões de circulação sanguínea em animais maiores, absorção de oxigênio em plantas e ao final, o que o torna ainda mais fabuloso, termina em dois parágrafos sobre como “assim como há o melhor tamanho para cada animal, também há para cada instituição humana”. A democracia grega funcionava para grupos pequenos, e a invenção do governo representativo tornou uma grande nação democrática possível. “Com o desenvolvimento da mídia em massa tornou-se novamente possível a cada cidadão ouvir as visões políticas de seus oradores representativos, e o futuro pode ver o retorno do estado nacional da forma grega de democracia”, especula Haldane. Um ensaio, relembrando, publicado há quase um século.

Dos salgadinhos gigantes com gosto de isopor a humanos gigantes, cavalos explodindo e insetos afogados, há ainda outro nexo que não poderia faltar. Quer ver o próprio Haldane em um filme?

Assista ao vídeo

Confira “Experimentos na Ressuscitação de Organismos”. Sim, esse é o título do filme que trata exatamente do que descreve: experimentos soviéticos para manter vivas cabeças de cachorro decepadas. A apresentação e narração é do bom e velho JBS Haldane.

Leia Mais…

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Simplesmente sensacional

Johann Sebastian Bach

Leia Mais…

Flagrante…

Image and video hosting by TinyPic

Leia Mais…

A flexibilização do Mercosul

Image and video hosting by TinyPicA idéia de flexibilizar o Mercosul por meio da regressão a uma área de livre comércio representa, na prática, uma maneira de reabrir a discussão sobre tratados de livre comércio e fomentar o retorno da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). Com o ingresso da Venezuela o Mercosul passará a contar com uma população de 270 milhões de habitantes, PIB de US$ 2,3 trilhões e território de 12,7 milhões de quilômetros quadrados, da Patagônia ao Caribe.

Não há precedente de experiência integracionista mais exitosa da região, fruto do trabalho de sucessivos e diferentes governos democráticos nos últimos vinte anos. A idéia de flexibilizar o Mercosul por meio da regressão a uma área de livre comércio representa, na prática, uma maneira de reabrir a discussão sobre tratados de livre comércio e fomentar o retorno da Área de Livre Comércio das Américas (Alca).

Essas iniciativas são incompatíveis com o Mercosul. O que está novamente em discussão são projetos diferentes para a América Latina. As críticas ao bloco estão eivadas, como sempre, de ideologia e desinformação. Não corresponde à realidade, por exemplo, a acusação de que o Mercosul engessa as negociações comerciais. O acordo de comércio preferencial Mercosul-Índia, assinado em 2005, está vigente desde 1º de junho de 2009. Trata-se do primeiro acordo comercial extraterritorial do Mercosul, com preferências tarifárias fixas para cerca de 900 produtos.

As negociações iniciais de um acordo comercial entre o Mercosul e a África do Sul evoluíram para um acordo com a União Sul-Africana (SACU). São 1.076 códigos de concessão do Mercosul e 1.026 da SACU. Assinado em dezembro de 2008 pelo Mercosul e em abril de 2009 pela União Sul-Africana, o acordo está em avaliação nos congressos nacionais.

Na América Latina foram fechados acordos comerciais com Chile, México, Bolívia, Comunidade Andina de Nações e Cuba. Todos estão em vigor. O acordo entre Mercosul e Israel, já aprovado pelo Uruguai, tem previsão de aprovação pelos demais países em 2010. Em dezembro de 2009, os presidentes dos Estados Partes aprovaram resolução para retomar as negociações entre o Mercosul e a União Européia. As negociações iniciais podem evoluir, em 2010, para a realização de uma inédita Cúpula Mercosul – União Européia.

Estes acordos beneficiam o país como um todo. As exportações brasileiras para o Mercosul possuem alto valor agregado, sendo 92% de produtos manufaturados, 3% de semifaturados e 5% de produtos básicos. Segundo a Secretaria de Comércio Externo/MDIC, de janeiro a março de 2010 o estado de São Paulo exportou para o Mercosul US$ 1,9 bilhão.

O bloco representa o segundo destino das exportações paulistas, atrás apenas da União Européia. A Argentina é o primeiro parceiro comercial dos empresários paulistas (US$ 1,6) e supera os Estados Unidos (US$ 1,0) na segunda posição. A questão é que enquanto outros países da América Latina optaram pelos tratados de livre comércio com os EUA, o Mercosul tem apostado na via da integração regional, e é isto o que o torna alvo de críticas dos adversários.

Em 2009, apesar das condições adversas geradas pela crise financeira mundial, as negociações comerciais do Mercosul não foram paralisadas. Prosseguiram os entendimentos para a eliminação da dupla cobrança da tarifa externa comum e para a adoção de um código aduaneiro comum. Essas negociações são complexas.

A Europa levou meio século para chegar ao estágio de união monetária. No Mercosul, desde 2008, está em vigor o Sistema de Pagamentos em Moedas Locais (SML) entre Brasil e Argentina. Em dezembro de 2009, o Uruguai anunciou a sua adesão ao Sistema. Esta é a base de uma futura integração monetária. O sistema permite a realização de operações de comércio exterior em pesos ou reais, sem necessidade de conversão ao dólar, e reduz os custos das transações comerciais.

A via de regressão a uma área de livre comércio é a forma mais rápida para acabar com o Mercosul e fomentar a volta da Alca. É uma ilusão imaginar que, por essa via, se alcançará a expansão do comércio brasileiro.

Os primeiros anos do Mercosul foram marcados pela liberalização dos mercados dos países membros, o que resultou em um vigoroso impulso comercial intra-bloco. Para sustentar o aumento do comércio decorrente desse impulso inicial são necessárias ações positivas de integração produtiva, investimentos em infra-estrutura e combate às assimetrias.

A expansão do comércio depende de mais e melhor integração, e não o contrário. É por isso que foi criado em 2004, e regulamentado em 2005, o Fundo de Convergência Estrutural e Fortalecimento Institucional do Mercosul (Focem). Este Fundo dispõe de US$ 100 milhões anuais, por um período de dez anos, para investir em projetos de infra-estrutura. Atualmente existem 25 projetos aprovados, orçados em quase Us$ 200 milhões. O Brasil contribui com 70% desse montante, a Argentina 27%, o Uruguai 2% e o Paraguai 1%. Os recursos são destinados a projetos como transmissão de energia, construção e recuperação de estradas, qualificação de fornecedores da cadeia produtiva do petróleo e do gás, entre outros.

Na área da inclusão social há projetos de construção de moradias populares, apoio às micro, pequena e média empresas, fomento à economia solidária, apoio às cooperativas de resíduos sólidos, entre outros. Paraguai e Uruguai são os principais beneficiários. O Brasil apresentou projeto de criação da biblioteca da Universidade da Integração Latino America (Unila) e do Instituto Mercosul de Estudos Avançados, também ligado à Universidade. O Focem desapareceria numa zona de livre comércio.

Flexibilizar o Mercosul significa também congelar a implementação de políticas sociais nas áreas da saúde, educação, cultura, emprego, combate ao trabalho infantil, igualdade de gênero, defesa e promoção dos direitos humanos, meio ambiente, agricultura familiar, segurança alimentar, fomento às cooperativas, juventude, segurança regional, livre circulação de pessoas, previdência social, comunicação, turismo, esporte, entre outras.

O Mercosul hoje possui ações positivas em todos essas áreas, com resultados tangíveis que beneficiam milhares de cidadãos brasileiros como a contagem do tempo de serviço em qualquer um dos Estados Partes para efeito de aposentadoria; o atendimento médico em cidades de fronteira; a harmonização das políticas de aquisição e distribuição de medicamentos; a promoção de políticas comuns de equidade de gênero; acesso ao fundo de garantias da pequena e média empresa; acesso ao fundo da agricultura familiar; a promoção da Agenda 21 do Mercosul; o apoio à expansão dos Pontos de Cultura para o Mercosul; a cooperação na área de segurança pública; a promoção da agenda do trabalho decente, entre outras.

Flexibilizar o Mercosul significa suspender o funcionamento do Instituto Social do Mercosul, adiar a instituição da Comissão de Coordenação de Ministros de Assuntos Sociais do Mercosul e interromper as discussões sobre o Plano Estratégico de Ação Social do Mercosul. Esses novos organismos foram criados tendo em vista a formulação de políticas de desenvolvimento social harmônico no bloco. Elas seriam desnecessárias numa zona exclusiva de livre comércio.

O Instituto Social é um exemplo disso. Ele foi criado em 2009 para colaborar tecnicamente na elaboração de políticas sociais regionais, sistematizar e atualizar indicadores sociais regionais, compilar e intercambiar boas práticas em matéria social, promover mecanismos de cooperação e contribuir para a superação das assimetrias entre os países membros.

O Instituto ajudará a implementar o Plano de Ação Social do Mercosul, cujos eixos estratégicos visam promover a erradicação da fome, o combate à pobreza e a ajuda humanitária; os direitos humanos, a participação social, a saúde, a educação, a cultura, a integração produtiva, a agricultura familiar, a economia solidária e as cooperativas.

Flexibilizar o Mercosul significa ainda interromper o processo de integração política levado a cabo pelo Parlamento do Mercosul (Parlasul). A integração política deixou de ser uma utopia para se tornar um imperativo do crescimento econômico e do desenvolvimento social da região. O Parlasul começou a funcionar em julho de 2008, sendo que o Paraguai já elegeu seus representantes pelo voto direto.

Além de aumentar a representatividade e a segurança jurídica do Mercosul, o Parlasul vai agilizar a aprovação dos acordos regionais pelos Congressos Nacionais. Portal Vermelho

Compete ao Parlasul velar pela observância e atualização das normas do Mercosul; relatar anualmente a situação dos direitos humanos nos Estados Partes; receber ao final de cada semestre relatório da presidência pro tempore; convocar audiências públicas e realizar seminários com representantes da sociedade civil; estabelecer intercâmbios com o Foro Consultivo Econômico e Social; propor projetos de normas para o Conselho do Mercado Comum, entre outras iniciativas políticas.

O Parlamento já aprovou resolução de apoio às políticas integradas de tecnologia da informação no Mercosul, à execução de obras viárias para a construção de corredor bioceânico e às políticas comuns de utilização dos recursos do Aquífero Guarani. Flexibilizar o Mercosul significa colocar em risco essas e outras conquistas. É preciso defendê-las, para que futuramente possam ser aperfeiçoadas e ampliadas.

*Doutor em Ciência Política pela USP

Extraído do site O Terror do Nordeste

Leia Mais…

A nova revelação da cultura brasileira!

Leia Mais…

EUA aprovam vacina contra câncer de próstata

Washington - O primeiro tratamento contra o câncer de próstata que usa o sistema imunológico para combater a doença recebeu hoje aprovação do governo norte-americano, oferecendo uma importante alternativa para tratamentos mais intensivos como a quimioterapia.

Image and video hosting by TinyPic

A vacina Provenge, da Dendreon Corp., prepara o sistema imunológico para lutar contra os tumores. O remédio é chamado de "vacina", embora trate a doença em vez de preveni-la. Os médicos vêm tentando desenvolver esse tipo de terapia há décadas e a Provenge é a primeira a conseguir a aprovação da a agência que regula alimentos e remédios no país, o FDA.

"A grande notícia é que é o primeiro tratamento de imunoterapia a conseguir aprovação, e eu acho que dentro de cinco a dez anos imunoterapias serão uma grande parte do tratamento contra o câncer", disse o doutor Phil Kantoff, oncologista do Instituto do Câncer Dana-Farber, que ajudou a realizar os estudos para a Provenge.

Vacinas experimentais para tratar outros tipos de câncer - incluindo o câncer de pele melanoma e o neuroblastoma, que atinge crianças - já estão no último estágio de desenvolvimento.

Atualmente, os médicos tratam câncer com a remoção cirúrgica dos tumores, com quimioterapia ou com radiação. A Provenge oferece uma quarta opção, ao fazer com que o próprio mecanismo de defesa do corpo aja contra a doença. A droga será usada para tratar câncer de próstata que se espalhou por outras partes do corpo e que não responde à terapia hormonal.

Especialistas médicos saudaram a aprovação como um marco importante, mas destacaram que o remédio será um acréscimo às práticas atuais, não uma substituição. "Este é apenas um passo num novo caminho para tratar os pacientes", afirmou o doutor Simon Hall, chefe de urologia do Hospital Mt. Sinai. "Temos de fazê-los entender que esta não é a cura, que é muito variável."

Estudos da empresa mostraram que a administração da Provenge acrescenta quatro meses de vida a homens com estágio avançado de câncer de próstata. Isso pode parecer pouco, mais é mais do que os três meses conquistados pelo Taxotere, o único quimioterápico aprovado para homens nesta situação. Os médicos esperam que o benefício seja ainda maior se o medicamento for ministrado quando a doença estiver menos avançada.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia/2010/04/29/eua-aprovam-vacina-contra-cancer-de-prostata.jhtm

__._,_.___

Leia Mais…

Bebê gorila nasce na Faixa de Gasa

Ao passar os olhos rapidamente pelo título da matéria você poderia dizer ‘Grande coisa, só mais um macaco dando a luz’, porém a descrição de ‘Bebê Gorila’ vai para um feto humano que nasceu com algumas deformações na Palestina. Segundo os médicos do local, o nascimento de bebês deformados tem sido constantes desde que a ofensiva israelense começou a atuar no ano passado.

Image and video hosting by TinyPic

 

Recentemente uma mulher deu à luz no Hospital de Shifa, na Faixa de Gaza, o feto estava severamente deformado, o rosto da criança apresentava má-formação, o nariz e os pés eram achatados, pele com coloração castanho-avermelhado e com membros bem curtos, características idênticas à de um gorila.

A criança, que por ter essas características foi apelidada de ‘Bebê Gorila’ teve uma rejeição muito grande de seus pais, que o abandonaram no hospital e se recusaram aceitar ‘Esta aberração”, como eles mesmos descreveram. Sendo assim, ele ficará sob custodia do hospital, até que a situação se resolva.

Os médicos dizem que o bebê gorila e uma série de outras crianças mutantes não são o resultado de condições genéticas, eles apontam o dedo diretamente na utilização de fósforo branco pelas forças armadas israelitas.

Fonte: G1

Leia Mais…

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Religioso indiano diz que não come ou bebe nada há mais de 70 anos

Um religioso indiano que diz não comer ou beber nada há mais de 70 anos intriga a classe médica do país. Internado há quatro dias em um instituto de ciências na região oeste da Índia, o homem não ingeriu qualquer tipo de alimento ou líquido desde que chegou ao local. Os primeiros testes mostram que o religioso tem a saúde perfeita, tanto física quanto mental. O resultado final da pesquisa conduzida pelos cientistas deve demorar cerca de dois meses. Do R7

Leia Mais…

Funcionários do Mais Você ganham menos que a cadela Belinha, na Globo

O clima está tenso nos bastidores do Mais Você. Funcionários da parte técnica comentaram por aí que descobriram que a cadela Belinha ganha salário maior que o deles. Disseram que a poodle de Ana Maria Braga recebe R$ 3.000 por mês. É comum animais que aparecem na TV receberem cachê. Até crachá ela tem. Com foto. Agora, os profissionais da Globo estão tentando descobrir quanto ganha Sombrinha, o outro cão do programa. Isso ainda vai dar o que falar… Oficialmente, ninguém confirma que os cães tenham salário.

Image and video hosting by TinyPic

Do R7

Leia Mais…

Ataque em escola chinesa deixa 32 feridos

Um homem armado com uma faca feriu 29 crianças e três adultos nesta quinta-feira em uma creche do leste da China, o segundo ataque do tipo em 24 horas e o terceiro em um mês. O agressor, Xu Yuyuan, 47 anos, invadiu uma escola da cidade de Taixing, na província de Jiangsu, com uma faca de 20 centímetros de comprimento e esfaqueou as crianças, a maioria com quatro anos de idade, informou a agência oficial Xinhua (Nova China). Dois professores e um segurança que tentaram conter o criminoso também foram feridos.

Image and video hosting by TinyPic

 

As 29 crianças estão em condição estável, segundo o governo local. "Trinta e duas pessoas foram feridas, sendo 29 crianças e três adultos", confirmou por telefone um funcionário da administração local, que revelou apenas o primeiro nome, Zhu. "As cinco pessoas que estavam em situação crítica agora estão em condição estável. Não há mortes", completou.

Fotos disponibilizadas em sites chineses mostram dezenas de pessoas reunidas do lado de fora da creche, muitas delas visivelmente desesperadas.
Este ataque é o mais recente de uma onda de violência que evidencia de maneira dramática o aumento da criminalidade na China, uma consequência das grandes transformações econômicas e sociais do país.

Na quarta-feira, um ex-professor que estava de licença médica por problemas psicológicos feriu 16 alunos e um professor em uma escola primária de Leizhou, na província meridional de Guangdong.

O agressor, Chen Kangbing, foi preso após se jogar do teto da escola, em uma aparente tentativa de suicídio.

Os feridos no ataque estão em condição estável.

O ataque de Chen foi cometido no mesmo dia da execução, na província vizinha de Fujian, de Zheng Minsheng, um ex-médico de 42 anos que matou oito estudantes em 23 de março, frustrado pelos rumos de sua vida profissional e pessoal.

Antigos problemas como a corrupção, o crime e o abuso de drogas ressurgiram na China com o relaxamento dos controles sociais que acompanha a transição de uma economia controlada pelo Estado para uma capitalista.

Vários estudos recentes destacam o aumento no número de distúrbios mentais, com frequência associados ao estresse psicológico que cresce à medida que a sociedade evolui com rapidez e que desaparecem as ajudas sociais.

Além dos ataques em escolas, nos últimos meses a China foi abalada por outros massacres.

Há uma semana, a imprensa oficial informou que o cantor gay Zhou Youping foi detido na província central de Hunan depois de, supostamente, ter matado seis homens que participavam de jogos sadomasoquistas.

Em fevereiro, Chen Ruilong foi condenado à morte na província de Jiangxi pelo assassinato de 13 pessoas, incluindo três policiais, ao longo de uma década.

Apesar do aumento dos índices de violência, as rígidas leis sobre o porte de armas evitam um número ainda maior de vítimas neste tipo de ataques, afirmam analistas.

Fonte: UOL

Leia Mais…

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Ministro da Saúde recomenda sexo para combate a doenças crônicas

Image and video hosting by TinyPicJosé Gomes Temporão destacou que sexo também é atividade física. Ministério lançou nesta segunda (26) campanha contra a hipertensão. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, recomendou nesta segunda-feira (26) que as pessoas façam sexo como uma das medidas de combate a doenças crônicas. A declaração foi feita durante a cerimônia de lançamento da campanha nacional de prevenção à hipertensão arterial. O ministro repetiu a defesa do sexo como combate a doenças em uma entrevista após ao evento.

“Não é brincadeira, é sério, fazer atividade física regular significa também fazer sexo, com proteção sempre, claro”, afirmou Temporão. Durante o evento, o ministro mencionou o tema por duas vezes. Ele chegou a brincar se seria possível fazer cinco vezes por dia, mas destacou que o sexo era recomendável pelo menos cinco vezes por semana. Ele destacou que esta atividade tem o mesmo efeito de outras no combate a doenças como a hipertensão. “Dancem, façam sexo, mantenham o peso, mudem o padrão alimentar, façam atividades físicas e, principalmente, meçam sua pressão arterial”, disse ele ao encerrar o evento.

Mais de 63% dos idosos dizem sofrer de hipertensão, diz ministério

Na entrevista, Temporão manifestou preocupação com os hábitos das pessoas mais jovens em relação à alimentação e ao sedentarismo. “Temos nas mãos uma bomba de efeito retardado. Daqui a 20 anos vamos ter um percentual gigantesco da população brasileira com doença crônica, hipertensão, diabetes e colesterol alto”.

Durante o lançamento da campanha de combate à hipertensão, o ministério da Saúde divulgou uma pesquisa na qual o percentual de pessoas que declaram ter a doença subiu de 21,5% em 2006 para 24,4% em 2009.

Fonte: G1

Leia Mais…

Imagens da enchente no Rio que não foi mostrada na TV

Madrugada do dia 06 de Abril de 2010 - 10 horas de trânsito - Mais de 200 mortos - 5° enchente mais fatal do mundo. Reportagem Excelente. Extraído do site do Rizoma, veja as imagens:

Leia Mais…

28 de abril – Dia de São Pedro Chanel

Image and video hosting by TinyPicPedro nasceu no dia 12 de julho de 1803, na pequena Cuet, França. Levado pelas mãos do zeloso pároco, iniciou os estudos no seminário local e, em 1824, foi para o de Bourg, onde três anos depois se ordenou sacerdote. Desde jovem, queria ser missionário evangelizador, mas primeiro teve de trabalhar como pároco de Amberieu e Gex, pois havia carência de padres em sua pátria. Juntou-se a outros padres que tinham a mesma vocação e trabalhavam sob uma nova congregação, a dos maristas, dos quais foi um dos primeiros membros, e logo conseguiu embarcar para a Oceania, em 1827, na companhia de um irmão leigo, Nicézio.

Foi um trabalho lento e paciente. Os costumes eram muito diferentes, a cultura tão antagônica à do Ocidente, que primeiro ele teve de entender o povo para depois pregar a palavra de Cristo. Porém, assim que iniciou a evangelização, muitos jovens passaram a procurá-lo. O trabalho foi se expandindo e, logo, grande parte da população havia se convertido.
Ao perceber que vários membros de sua família haviam aderido ao cristianismo, Musumuso, o genro do cacique, matou Pedro Chanel a bordoadas de tacape. Era o dia 28 de abril de 1841.
Foi o fim da vida terrestre para o marista, entretanto a semente que plantara, Musumuso não poderia matar. Quando o missionário Pedro Chanel desembarcou na minúscula ilha de Futuna, um fragmento das ilhas Fiji entre o Equador e o Trópico de Capricórnio, não se pode dizer que o lugar fosse um paraíso.
A pequena ilha é dividida em duas por uma montanha central, e cada lado era habitado por uma tribo, que vivia em guerra permanente, uma contra a outra. Hoje o local é, sim, um paraíso para os milhares de turistas que a visitam anualmente e para a população, que é totalmente católica e vive na paz no Senhor.
E se hoje é assim, muito se deve à semente plantada pelo trabalho de Pedro Chanel, que por esse ideal deu seu testemunho de fé. O novo mártir cristão foi beatificado em 1889 e inscrito no Martirológio Romano em 1954, sendo declarado padroeiro da Oceania.

Leia Mais…

Um desenho impressionante!

Cenas da vida de Cristo registradas no desenho de sua própria imagem, veja:

Image and video hosting by TinyPic

Leia Mais…

Quem "controla" a mídia?

Image and video hosting by TinyPicEnquanto na América Latina, inclusive no Brasil, a grande mídia continua a “fazer de conta” que as amaças à liberdade de expressão partem exclusivamente do Estado, em nível global, confirma-se a tendência de concentração da propriedade e controle da mídia por uns poucos mega empresários.

Você já ouviu falar em Alexander Lebedev, Alexander Pugachev, Rupert Murdoch, Carlos Slim ou Nuno Rocha dos Santos Vasconcelos? Talvez não, mas eles já “controlam” boa parte da informação e do entretenimento que circulam no planeta e, muito provavelmente, chegam diariamente até você, leitor(a).

Enquanto na América Latina, inclusive no Brasil, a grande mídia continua a “fazer de conta” que as ameaças à liberdade de expressão partem exclusivamente do Estado, em nível global, confirma-se a tendência de concentração da propriedade e controle da mídia por uns poucos mega empresários.

Na verdade, uma das conseqüências da crise internacional que atinge, sobretudo, a mídia impressa, tem sido a compra de títulos tradicionais por investidores – russos, árabes, australianos, latino-americanos, portugueses – cujo compromisso maior é exclusivamente o sucesso de seus negócios. Aparentemente, não há espaço para o interesse público.

Na Europa e nos Estados Unidos

Já aconteceu com os britânicos The Independent e The Evening Standard e com o France-Soir na França. Na Itália, rola uma briga de gigantes no mercado de televisão envolvendo o primeiro ministro e proprietário de mídia Silvio Berlusconi (Mediaset) e o australiano naturalizado americano Ropert Murdoch (Sky Itália). O mesmo acontece no leste europeu. Na Polônia, tanto o Fakt (o diário de maior tiragem), quanto o Polska (300 mil exemplares/dia) são controlados por grupos alemães.

Nos Estados Unidos, a News Corporation de Murdoch avança a passos largos: depois do New York Post, o principal tablóide do país, veio a Fox News, canal de notícias 24h na TV a cabo; o tradicionalíssimo The Wall Street Journal; o estúdio Fox Films e a editora Harper Collins. E o mexicano Carlos Slim é um dos novos acionistas do The New York Times.

E no Brasil?

Entre nós, anunciou-se recentemente que o Ongoing Media Group – apesar do nome, um grupo português – que edita o “Brasil Econômico” desde outubro, comprou o grupo “O Dia”, incluindo o “Meia Hora” e o jornal esportivo “Campeão”. O Ongoing detem 20% do grupo Impressa (português), é acionista da Portugal Telecom e controla o maior operador de TV a cabo de Portugal, o Zon Multimídia.

Aqui sempre tivemos concentração no controle da mídia, até porque , ao contrário do que acontece no resto do mundo, nunca houve preocupação do nosso legislador com a propriedade cruzada dos meios. Historicamente são poucos os grupos que controlam os principais veículos de comunicação, sejam eles impressos ou concessões do serviço público de radio e televisão. Além disso, ainda padecemos do mal histórico do coronelismo eletrônico que vincula a mídia às oligarquias políticas regionais e locais desde pelo menos a metade do século passado.

Desde que a Emenda Constitucional n. 36, de 2002, permitiu a participação de capital estrangeiro nas empresas brasileiras de mídia, investidores globais no campo do informação e do entretenimento, atuam aqui. Considerada a convergência tecnológica, pode-se afirmar que eles, na verdade, chegaram antes, isto é, desde a privatização das telecomunicações.

Apesar da dificuldade de se obter informações confiáveis nesse setor, são conhecidas as ligações do Grupo Abril com a sul-africana Naspers; da NET/Globo com a Telmex (do grupo controlado por Carlos Slim) e da Globo com a News Corporation/Sky.

Tudo indica, portanto, que, aos nossos problemas históricos, se acrescenta mais um, este contemporâneo.

Quem ameaça a liberdade de expressão?

Diante dessa tendência, aparentemente mundial, de onde partiria a verdadeira ameaça à liberdade de expressão?

Em matéria sobre o assunto publicada na revista Carta Capital n. 591 o conhecido professor da New York University, Crispin Miller, afirma em relação ao que vem ocorrendo nos Estados Unidos:

“O grande perigo para a democracia norte-americana não é a virtual morte dos jornais diários. É a concentração de donos da mídia no país. Ironicamente, há 15 anos, se dizia que era prematuro falar em uma crise cívica, com os conglomerados exercendo poder de censura sobre a imensidão de notícias disponíveis no mundo pós-internet (...)”.

Todas estas questões deveriam servir de contrapeso para equilibrar a pauta imposta pela grande mídia brasileira em torno das “ameaças” a liberdade de expressão. Afinal, diante das tendências mundiais, quem, de fato, “controla” a mídia e representa perigo para as liberdades democráticas?

Venício LimaCarta Maior

*Venício Lima é Pesquisador Sênior do Núcleo de Estudos sobre Mídia e Política da Universidade de Brasília - NEMP – UNB

Leia Mais…

Quanto vale um profissional?

OImage and video hosting by TinyPicuvi essa história na "Voz do Brasil" e achei interessante compartilhar com vocês... "Uma Empresa comprou um Servidor muito valioso e altamente funcional. Certo dia, o Servidor parou e a Empresa, que dependia infinitamente dele, parou também. O proprietário, vendo que seu negócio estava sendo prejudicado, chamou prontamente um técnico para verificar o equipamento.

O técnico chegou, olhou, rodeou o equipamento, ficou uns 15 minutos somente olhando. Afastou-se, foi em sua mala de ferramentas e pegou uma pequena chave de fenda.

Voltou ao equipamento e deu meia volta em um parafuso. O Servidor voltou a funcionar na hora, e com ele toda a Empresa.

Diante do ocorrido, o proprietário rasgou elogios ao técnico e disse:

Diga-me logo, quanto custa seu serviço que já mandarei o departamento financeiro lhe pagar.

O técnico disse, R$1.000,00 (Mil Reais).

Muito assustado o proprietário, que imaginava um valor bem menor pelo serviço, disse que sabia que o Servidor era importado, que a tecnologia do mesmo era de ponta e seu uso imprescindível na Empresa, mas que o valor estava muito alto por 1/2 volta em um simples parafuso. Falou ao técnico:

- Me mande amanhã uma nota fiscal com o serviço detalhado que, se for convincente, lhe pagarei imediatamente ao recebimento da mesma.

Dia seguinte, o proprietário recebeu a nota fiscal, leu, e enviou ao departamento financeiro para pagamento imediato.

Nela estava discriminado o serviço:

Ítem 01 - Aperto em um parafuso - R$1,00

Ítem 02 - Saber qual parafuso apertar - R$999,00.

Moral : A experiência e conhecimento são as bases do valor do serviço de qualquer profissional."

"Nunca confunda movimento com ação." - Ernest Hemingway

"O neurótico constrói um castelo no ar; o psicótico mora nele; o psiquiatra cobra o aluguel" (Jerome Lawrence)

Leia Mais…

Analfabeto que passou em concurso será excluído da seleção, diz MP

Image and video hosting by TinyPicCargo, para a prefeitura de Ribeirão (PE), exige nível fundamental. Prova era de múltipla escolha e candidato passou ao chutar as questões. O Ministério Público de Pernambuco recomendou a exclusão de um candidato analfabeto aprovado em um concurso público da cidade de Ribeirão (PE). O candidato não sabe ler nem escrever, apenas assina seu nome, e foi aprovado para o cargo de agente patrimonial, que exige nível fundamental. Ele conseguiu ficar na 44ª posição, de 70 vagas, ao chutar as respostas da prova de múltipla escolha.

Em interrogatório feito na promotoria da cidade em 22 de abril, o candidato assumiu ter feito a inscrição para o cargo de agente patrimonial sem ter o nível escolar necessário para a função. Ele também admitiu que não sabe ler nem escrever e apenas assina o nome.

No interrogatório, o candidato disse ainda que foi uma funcionária do local onde ele se inscreveu que preencheu os seus dados no formulário de inscrição.

Após o MP notificar a prefeitura de Ribeirão sobre o caso, a Consultoria e Assessoria Medeiros (Comede), organizadora do concurso, encaminhou resposta ao município com o gabarito da prova e a lista de inscrição, constando a assinatura do candidato.

De acordo com o MP, o concurso foi paralisado após denúncias de irregularidades na seleção serem encaminhadas ao ministério. A fiscalização aconteceu antes mesmo que houvesse a homologação do concurso e a única irregularidade encontrada foi a aprovação do candidato analfabeto.

Não há crime

O MP de Pernambuco ressaltou, porém, que o candidato não cometeu nenhum crime e, caso não fosse identificada sua situação na investigação, ele seria impedido de assumir o cargo na hora da entrega dos documentos, já que não possui o nível fundamental exigido para o cargo. De acordo com o MP, não é irregular a inscrição e realização de provas por qualquer candidato que saiba apenas assinar o nome, mas não se pode admitir a nomeação e posse sem os requisitos de escolaridade exigidos no edital do concurso – no caso, o nível fundamental.

A prefeitura dará continuidade ao concurso, mas terá de excluir o candidato analfabeto.

Confira lista de concursos e oportunidades

Do G1, em São Paulo

Leia Mais…

Água e Qualidade de Vida

Leia Mais…

terça-feira, 27 de abril de 2010

Chuva atinge 370 mil pessoas na Região Sul

Image and video hosting by TinyPic

As chuvas já prejudicaram 370 mil pessoas na Região Sul do País - 240 mil só no Paraná. Pelo menos 90 municípios contabilizam prejuízos, e 16 estão em estado de emergência (14 em Santa Catarina e 2 no Paraná). Além dos desabrigados e desalojados, há registros de feridos e desaparecidos. Devido ao grande volume de água, a cena chama a atenção no Parque Nacional do Iguaçu, onde a vazão das Cataratas é 10 vezes maior que o normal. A passarela que leva à Garganta do Diabo chegou a ser interditada. Na segunda-feira (26), o governador de Santa Catarina, Leonel Pavan (PSDB), pediu R$ 6,5 milhões para atender os municípios do oeste e do Vale do Itajaí, regiões que sofreram com as enchentes de 2008. Pavan, entretanto, disse que desta vez o governo está mais preparado para enfrentar a situação. O que fazer ao identificar uma área de risco para evitar uma tragédia? Assista à reportagem:

Do PoP

Leia Mais…

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Homem reclama de barulho e morre na Mooca

Do R7 - Um homem de 26 anos morreu após reclamar do barulho vindo de conversas em uma pizzaria na rua Barão de Jaguara, à altura do número 150, na Mooca, zona leste de São Paulo , na madrugada desta segunda-feira (26).
Incomodado com o barulho que vinha da porta da pizzaria, o homem foi reclamar de um grupo que conversava alto. Outro homem e duas mulheres estavam na calçada e, segundo testemunhas, o trio falava muito alto. A vítima pediu silêncio, mas nesse momento uma discussão começou entre os dois.
Houve uma troca de tiros. A vítima foi atingida por quatro balas e morreu no local. Outro homem que estava na pizzaria também foi baleado e socorrido ao hospital Dom Pedro, onde está internado. O caso foi registrado no 8º DP (Distrito Policial). Assista ao vídeo:

Leia Mais…

sábado, 24 de abril de 2010

Coreia do Norte alega "barbeiragem" e proíbe mulheres de dirigir

Image and video hosting by TinyPic

As mulheres trabalham pesado na sociedade norte-coreana, mas não têm os mesmos direitos que os homens. Elas não dirigem carros nem bicicleta na capital norte-coreana. Também não podem fumar no país. A alegação oficial para a proibição das mulheres no trânsito é que elas já provocaram muitos acidentes em Pyongyang.

Viagem à Coreia do Norte é uma volta no tempo
Recém-criado, fast-food norte-coreano exagera no preço e afasta clientela
Desanimada, noite de Pyongyang vira "escape" para estrangeiros

A proibição foi determinada há cerca de dez anos pelo "querido líder" Kim Jong-Il, filho e sucessor do "pai da nação'', o "presidente eterno" Kim Il-Sung, morto em 1994. Ao mesmo tempo são elas que tentam organizar o trânsito local, que tem ruas pouco movimentadas --a Coreia do Norte tem uma das menores frotas de carro do mundo.

Mulheres-semáforos

As ruas da capital norte-coreana não têm sinais de trânsito, provavelmente por causa da carência de energia elétrica no país. Com movimentos ininterruptos, mulheres uniformizadas sinalizam para onde os carros devem seguir. Em quase todos os cruzamentos de Pyongyang, há mulheres-semáforos. Elas chamam a atenção pela beleza, pelas roupas bem cortadas e pela frenética coreografia, repetida mecanicamente mesmo quando as ruas estão vazias.

As guardas levantam e abaixam os braços, rodopiam e giram a cabeça sem parar, numa coreografia mecânica. De noite, elas são substituídas por homens, que mantêm o balé de braços e pernas com um bastão luminoso para serem visto em meio à escuridão da cidade.

A Folha não conseguiu entrevistar nenhuma das mulheres-semáforos nos sete dias em que permaneceu na capital norte-coreana. Elas só deixam os seus postos em dias de fortes chuvas ou de calor intenso. Nessas épocas, os poucos semáforos são ligados na capital norte-coreana.

Quatro rodas

O país começa agora a produzir os seus primeiros carros. Quase todos os que circulam são importados e estão nas mãos de estrangeiros ou da elite política da capital. Com a carência enorme de carros, qualquer coisa que tenha motor e ande em cima de quatro rodas está liberada para circular pelas ruas e estrada do país. Carros com a direção na direita andam livremente. A bicicleta é o principal meio de transporte do país. Já no interior, as mulheres podem subir nas bicicletas.

Os ônibus também não são conduzidos pelas mulheres. Quase todos herdados da antiga Alemanha Oriental, os ônibus só andam superlotados pela capital. As filas são imensas durante todo o dia.

Como encontrar carro é raro numa estrada, eles são capazes de começar a buzinar quando avistam o outro, mesmo que ele esteja distante mais de 500 metros. Os motoristas também sempre buzinam ao ver uma pessoa andando pelo acostamento, o que é comum no país que praticamente se locomove com os pés.

Quarentena

Apesar da discriminação, as mulheres trabalham muito. Viajando pelo interior do país, é possível ver grupos femininos trabalhando pesado na terra. Elas também fazem reparos nas obras. Podem estudar, mas dificilmente chegar numa posição de comando no governo local.

A maternidade na Coreia do Norte não é controlada pelo Estado, segundo os guias. No principal hospital da capital, as mulheres ficam isoladas dos maridos por cerca de uma semana depois de ter filhos. O chefe do hospital justificou que a "quarentena'' é uma tentativa do governo para reduzir uma possível contaminação das crianças. Neste período, os pais se comunicam por um telefone e podem ver a imagem da crianças e da mãe nas televisões instaladas no setor de visita.

Veto a calças

Até na forma de vestir das mulheres, o governo dá ordens. No ano passado, ativistas norte coreanos informaram que as mulheres do país seriam condenadas a trabalhos forçados se forem pegas usando calças em vez de saias pela nova regra do regime comunista.

Segundo o grupo de defesa dos Direitos Humanos "Good Friends", elas podem ser punidas com horas de trabalho forçado ou fiança de 700 won (moeda local), o que equivale a quase uma semana do salário médio de um trabalhador. Apesar da decisão governamental, as mulheres andavam livremente de calça pela capital nesta semana.

A campanha irritou as mulheres, que veem as saias como menos práticas que as calças, disse o diretor do grupo Good Friends, Lee Seung-Yong. Na época, Uriminzokkiri, um site oficial norte-coreano, divulgou que o presidente Kim já havia publicado um decreto, em 1986, obrigando as mulheres a usarem o traje tradicional coreano

SÉRGIO RANGEL
Enviado especial a Pyongyang

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u724566.shtml

Leia Mais…

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Cientista desliga um único gene e recupera lesão na medula espinhal

Na tentativa de se proteger, organismo acelera morte de células pós-trauma. Silenciamento do gene Abcc8 impede processo de autodestruição.  Image and video hosting by TinyPic A recuperação em longo prazo de pessoas que sofreram lesões na medula espinhal melhora significativamente por meio do desligamento de um único gene, defende estudo publicado nesta semana. Cerca de metade dos indivíduos que sofrem tais lesões ficam paraplégicos. Os custos de hospitalização e eventual reabilitação, nesses casos, são altíssimos.

Medula espinhal de ratos 24 horas após ferimento cervical: a cobaia B recebeu tratamento para silenciar o gene Abcc8, com uma notável redução de hemorragia (Foto: Cortesia de J. Marc Simard / Science Translational Medicine)

 

Traumas na coluna podem fraturar osso ou deslocar vértebras, destruindo axônios, que transmitem sinais neurológicos do cérebro para o resto do corpo. Ironicamente, na tentativa de preservar-se da lesão, a medula causa estrago ainda maior a suas próprias células.

Após o trauma, o gene Abcc8 ativa a proteína Sur1. Isso ocorre por um mecanismo de defesa cujo objetivo é proteger células da morte causada por excesso de cálcio.

A proteína injeta sódio no sistema, ajudando a reduzir a entrada de cálcio nas células. Mas em lesões graves esse mecanismo protetor fica confuso, e a Sur1 vira workaholic, promovendo um superfluxo de sódio que acaba de matar as células.

O cientista Marc Simard estudou o mecanismo em humanos, camundongos e ratos e descobriu que a Sur1 atua nos três casos após lesões da medula espinhal. Ao “silenciar” o gene que codifica essa proteína (o Abcc8), os pesquisadores conseguiram brecar o processo de autodestruição involuntária.

Simard é do departamento de neurocirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de Maryland, nos EUA. A pesquisa foi publicada na revista científica “Science Translational Medicine” desta semana.

Do G1, em São Paulo

Leia Mais…

Nasa divulga foto histórica para comemorar 20 anos de telescópio espacial

A Nasa (agência espacial dos EUA) liberou fotos históricas do Telescópio Espacial Hubble para comemorar os 20 anos do lançamento do equipamento, que se completam neste sábado (24). A imagem acima mostra uma pequena parte da galáxia com intensa geração de novas estrelas, a chamada nebulosa Carina. As nebulosas são nuvens de poeira, hidrogênio e plasma. São regiões de constante formação estelar.

Image and video hosting by TinyPic

 

O telescópio Hubble foi lançado no dia 24 de abril de 1990, a bordo do ônibus espacial Hubble. As imagens feitas pelo equipamento revolucionaram o modo como o homem estuda o Universo. O Hubble tem um papel importante na observação do espaço, já que fica acima da atmosfera da Terra, reduzindo distorções da luz. Com isso, ele consegue imagens melhores do que os telescópios instalados na superfície do nosso planeta.

Em maio do ano passado, o equipamento recebeu uma boa reforma, pois instrumentos como câmeras tinham começado a falhar, prejudicando a observação. O conserto, que custou US$ 1,1 bilhão (R$ 2 bilhões), incluiu a instalação de duas novas câmeras e a troca de outros instrumentos científicos. Sete astronautas foram ao espaço a bordo do ônibus espacial Atlantis para fazer o trabalho, em uma missão que durou 11 dias.

Extraído do site R7

Leia Mais…

Uma criatura realmente intrigante

Este incrível peixe de águas profundas é o barreleye fish (em inglês), um dos animais marinhos que mais intrigava os cientistas há muito tempo. Adaptado à vida nas profundezas do oceano, seu corpo é totalmente escuro e, somente a parte de cima da cabeça, é transparente.

Image and video hosting by TinyPic

 

Por todo esse tempo, acreditava-se que o peixe era capaz de enxergar somente acima de sua cabeça, uma habilidade muito útil para poder ver a aproximação de potenciais predadores em seu habitat. A descoberta do mistério se deu durante as filmagens feitas por biólogos marinhos que descobriram que os olhos do peixe podem enxergar em diferentes direções através da superfície transparente da cabeça.

O peixe evoluiu de forma que seus olhos podem mover-se por dentro da cabeça permitindo ao peixe localizar predadores e alimento na escuridão. Notem que, os olhos são as duas esferas verdes brilhantes dentro da cabeça. Os cientistas acreditam que a visão do animal desenvolveu um tipo de filtro que permite ignorar a luz solar e captar a bioluminescência de pequenos peixes e medusas, seu principal alimento.

Uma outra curiosidade, são as duas cavidades visíveis na frente da cabeça que, apesar da aparência de olhos, são na verdade o órgão olfatório do animal, similar as narinas dos seres humanos.

Leia Mais…

Do fundo do baú: “KC & Sunshine Band - Please dont go”

Leia Mais…

Mais uma brincadeira com o Photoshop – Como seria se as celebridades exagerassem na malhação?

Esta foi mais uma brincadeira montada pelo pessoal do Site Worth 1000 com a ajuda do Photoshop. Curioso é imaginar que alguns deles realmente gostariam de ficar com esta aparência.

Image and video hosting by TinyPic
Gemma Atkinson

Image and video hosting by TinyPic
Uma Thurman

Image and video hosting by TinyPic
Megan Fox

Image and video hosting by TinyPic
Roberto De Niro

Image and video hosting by TinyPic
Jada Pinkett Smith

Image and video hosting by TinyPic
Milena Govich

Image and video hosting by TinyPic
Cate Blanchett

Image and video hosting by TinyPic
Pamela Anderson

Image and video hosting by TinyPic
Avril Lavgne

Image and video hosting by TinyPic
Jessica Alba

Image and video hosting by TinyPic
Amy Winehouse

Image and video hosting by TinyPic
Paris Hilton

Image and video hosting by TinyPic
Eddie Murphy

Image and video hosting by TinyPic
Reese Witherspoon

Image and video hosting by TinyPic
Ben Stiller

Image and video hosting by TinyPic
Angelina Jolie

Image and video hosting by TinyPic
Beyoncé

Leia Mais…

O sucesso é genético!

Image and video hosting by TinyPicA psicóloga canadense Susan Pinker, autora do recém-lançado O Paradoxo Sexual (Editora BestSeller), coloca pimenta na tradicional discussão da guerra dos sexos. Para ela, a disparidade entre os gêneros pode ser explicada a partir de fatores biológicos: por ter hormônios e genes diferentes, homens e mulheres fazem escolhas diferentes na carreira. De acordo com o livro, se elas não chegam ao topo não é apenas por preconceito ou falta de oportunidades oferecidas pela empresa.

O organismo, afirma Susan, também influi no destino profissional. “A genética pode orientar as decisões de carreira de qualquer pessoa”, diz. “Um jogador de basquete pode ter decidido entrar nessa profissão por causa de sua estrutura corporal. Minha proposta é usar a biologia como ponto de partida para analisar também as diferenças de gênero”, escreve Susan.

Munida de pesquisas científicas e anos de experiência clínica, a psicóloga afirma que, por terem conexões cerebrais e hormônios distintos, os homens são mais propensos à rivalidade e a atividades que envolvam sistemas padronizados (como a engenharia e a fícarreira predispostas a ter empatia e sensibilidade e a trabalhar em áreas que estimulem a linguagem e o cuidado com o próximo.

“É por isso que profissões como recursos humanos e comunicação atraem mais mulheres”, afirma a autora. Mas ela alerta: os comportamentos padrões podem variar de acordo com a personalidade de cada um. “É claro que os traços individuais e o ambiente influenciam muito.”

De acordo com Susan, os cargos de alta chefia atraem hoje mais os homens do que as mulheres porque eles desenvolvem melhor as conexões cerebrais que estimulam a competitividade — característica importante para quem quer subir até a presidência.  Apenas 3% das 500 maiores empresas americanas, segundo a revista Fortune, possuem mulheres na alta liderança.

No Brasil, entre as 150 corporações do Guia VOCÊ S/A-EXAME – As Melhores Empresas para Você Trabalhar de 2009 a proporção de chefia feminina é semelhante: 4%. Susan não nega que a cultura masculina, que ainda predomina na imensa maioria das companhias, seja um componente dessa situação — ao lado das questões biológicas. “As mulheres são uma força relativamente recente no mercado de trabalho, por isso a gestão das empresas é prioritariamente masculina.”

Para Regina Madalozzo, professora de economia do Insper, de São Paulo, as profissionais estão começando agora a impor suas vontades e características. Mas, para as mulheres, buscar incansavelmente o topo pode não ser a melhor opção de carreira. “Elas abandonam uma carreira bem-sucedida por não terem tempo de cuidar do lado pessoal, algo valorizadíssimo pelo público feminino”, escreve Susan. “Isso ocorre mesmo quando o casamento e as crianças pequenas não são o motivo relevante.” 
Obviamente, a regra geral não impede que ocorram casos de profissionais que desejam ser presidentes das empresas. Contradizendo a autora, a diretora jurídica do HSBC, Márcia Freitas, de 43 anos, do Rio de Janeiro, pertence ao time das que querem crescer (e muito). “Minhas características femininas só me estimulam a buscar o topo”, conta Márcia. “Eu me sinto culpada por não estar tão presente na vida de minha filha, mas sei que ela vai valorizar meu esforço no futuro.” 
Segundo Susan, a empresa que não entender as diferenças de raciocínio entre os sexos corre o risco de perder executivas talentosas. Um exemplo de ação direcionada à funcionária vem da consultoria Accenture, que permite que as mães trabalhem remotamente durante os primeiros anos dos filhos. “Isso faz com que elas fiquem mais felizes e continuem a crescer dentro da companhia”, diz Ronald Munk, responsável pela área de responsabilidade social. 
Devido a essa política, a gerente financeira da área de tecnologia da Accenture, Carla Cavalcanti, de 32 anos, de São Paulo, não precisou fazer a escolha entre carreira e vida pessoal. “Só estou tranquila e trabalhando bem porque consigo conciliar trabalho, lazer e família. Sem flexibilidade, teria adiado a maternidade”, garante Carla.

ELES QUEREM STATUS E ELAS, AUTONOMIA 

Ter a necessidade de ser feliz em diferentes aspectos da vida é, segundo Susan Pinker, outra característica biologicamente feminina.  As mulheres, diz ela, são adeptas da diversidade de objetivos, enquanto os homens são mais focados em metas determinadas. O que motiva os rapazes são status, altos salários e oportunidade de crescimento rápido. 
Já as moças priorizam: flexibilidade, autonomia, trabalhar com pessoas inspiradoras e ter um trabalho no qual possa fazer a diferença — esses objetivos impulsionam 85% das universitárias, de acordo com pesquisa citada no livro O Paradoxo Sexual. 
“Não é à toa que as mulheres só se sentem realizadas quando tudo está alinhado”, explica Ana Elisa Fontes Villas, psicóloga da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Polêmicas à parte, homens e mulheres agem de maneiras distintas. 
O que Susan propõe é que cada gênero tenha liberdade para fazer escolhas diferentes. “As mulheres precisam parar de agir como homens só para não se sentirem discriminadas”, diz a autora.

Leia Mais…

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Origem e significado da Imagem de Jesus

Image and video hosting by TinyPicNosso Senhor pareceu-se a irmã Faustina, religiosa da Congregação das Irmãs da Caridade da Mãe de DEUS (Madalenas), deste 1931 a 1938, em Plocb (Polônia), e ordenou-lhe: Pinta uma imagem minha, segundo a visão que de mim tens, com a inscrição: “JESUS EU CONFIO EM VÓS...”. Os raios do quadro representam o Sangue e a Água que brotaram do fundo da minha Misericórdia, quando o meu Coração, agonizante, foi aberto pela lança na Cruz. Os raios transparentes simbolizam a Água, que purifica a Alma; e os raios encarnados representam o Sangue, que é a Vida da Alma. Estes raios protegem a Alma da ira do meu Pai. Bem-Aventurados aqueles que vivem à Sua Sombra, pois o braço da justiça de DEUS nunca os atingirá”. (Palavras de Nosso Senhor à Irmã Maria Faustina).

 

O SALVADOR pede para os homens solicitarem a Sua Misericórdia e para a invocarem antes que a justiça os atinja. Escreve – disse o senhor à Irmã Maria Faustina -: “Antes de Eu vir como justo Juiz, abro de par em par as portas da Minha Misericórdia. Aquele, porém, que não quiser entrar pelas portas da Minha Misericórdia, terá que passar pelas portas da Minha Justiça”. Muitas vezes, no decorrer das suas aparições, o Senhor deu a conhecer à Irmã Faustina os enormes pecados da Humanidade. Assustada, ela perguntou-lhe como podia suportar ofensas tão terríveis. O Senhor respondeu-lhe: “Para castigar, disponto de toda a eternidade; agora alargo para os homens o tempo da minha Misericórdia; mas ai deles se não aproveitarem esta Graça!... Tu, intermediaria da minha Misericórdia, tens, não apenas a obrigação de a escrever e propagar, mas também de implorar esta Graça para os homens, fim de que glorifiquem a Minha Misericórdia”.

A este respeito, em 27 de Fevereiro de 1948, a Rádio Vaticano anunciou, num programa especial, uma notícia relativa à Irmã Maria Faustina na sua condição de “Apóstola da Misericórdia Divina”, terminando com estas palavras: “Cristo o mundo, que se encontra à beira do abismo, de que a única salvação está em lançar-se nos braços da Divina Misericórdia, o que trará a toa a humanidade felicidade autêntica, ordem e paz permanentes”.

AS PROMESSAS DE NOSSO SENHOR

Eu prometo a vida eterna à alma que venerar esta imagem da Misericórdia. Prometo-lhe, já aqui na terra, a vitória sobre os seus inimigos, principalmente na hora da morte. Eu, o SENHOR, protegê-la-ei como a minha própria Glória... Ofereço à Humanidade um cálice com o qual deve aproximar-se da Fonte de Minha Misericórdia para buscar Graças... Esse cálice é este quadro com a inscrição “JESUS, EU CONFIO EM VÓS”. Eu quero que no 2º Domingo da Páscoa Florida se celebre a Festa da Misericórida. Aqueles que se aproximarem neste dia da Fonte da Vida serão agraciados com a remissão completa de culpa e pena. A Humanidade não conhecerá a paz enquanto não procurar com confiança a Minha Misericórdia”. Por isso, com o fim de propagar esta devoção, os Bispos da Polônia resolveram submetê-la à Santa Sé, solicitando a fixação no 2º Domingo de Páscoa, (Pascoela) da “Festa da Divina Misericórdia”.

“Diz à Humanidade sofredora que recorre ao Meu Coração Misericordioso, e Eu lhe concederei a Paz. Venho agora como rei de Misericórdia, antes de vir como Justo juiz, para que ninguém possa apresentar-se com desculpas no dia do Juízo, que lentamente se vai aproximando”. As almas que propagarem a Minha Misericórdia, serão protegidas por mim toda a vida, tal como a mãe protege o seu filho. Na hora da morte, não serei para elas juiz, mas sim Redentor. Na hora derradeira, a alma não tem outras proteção a não ser a Minha Misericórdia, pois a justiça não a atingirá”. “Eu preservarei as cidades e casas em que se encontrar esta imagem”. (NOTA: As importantes cidades de Cracóvia e Vilna, onde se praticava esta devoção, foram poupadas da destruição quase total pela Polônia na Segunda Guerra Mundial. “Eu protegerei também todos os que venerarem esta imagem e demonstrarem confiança na Minha Misericórdia”.

DESENROLAR DA HISTÓRIA

Um dia, do ano de 1935, a irmã Faustina escreveu ao seu diretor espiritual nos seguintes termos: “Chegará o momento, em que esta obra de Deus assim fez surgir, pareça padecer de descrédito completo. Nesse momento a cão de Deus abater-se-á repentinamente sobre os acontecimentos com enorme poder, o que servirá de testemunho da Verdade. Será como um novo esplendor para a igreja, ainda que a Obra se encontrasse inativa desde há muito tempo”.

Isto, de fato, aconteceu. A 6 de março de 1959 a Santa Sé atuou baseando-se na informação que lhe foi incorretamente apresentada, proibiu a divulgação de textos a imagens que fomentasse a devoção à Misericórdia Divina, tal como foi manifestada pela Irmã Faustina. Como conseqüência, passaram-se quase 20 anos de silêncio total. Mas a 15 de abril de 1978 a Santa Sé, após exame minucioso dos documentos originais, que anteriormente não lhe haviam sido facultados, alerou radicalmente a sua posição e permitiu a prática da referida devoção. Vulto preponderante nessa decisão, foi o então Cardeal Woyjtila, Arcebispo de Cracóvia, diocese natal da irmã Faustina, o qua a 16 de outubro de 1978, ascendeu à cátedra de Pedro como Papa João Paulo II. Os caminhos de Deus são verdadeiramente inescrutáveis e deslumbrantes.

A COMEMORAÇÃO

Como mais um sinal da clemência do Seu Amor, JESUS pediu para se celebrar a comemoração da Misericórdia Divina em toda a Igreja, e comunicou à Irmã Faustina: “Desejo que essa imagem seja solenemente benzida no primeiro Domingo depois da Páscoa da ressurreição; nesse Domingo celebrar-se-á a comemoração da Misericórdia. Nesse dia, as profundezas da Minha Misericórdia abrir-se-ão para todos. Todo aquele que se apresentar à confissão e receber nesse dia a Sagrada Comunhão, obterá o perdão completo das suas culpas e penas. A Humanidade não desfrutará da Paz até recorrer à Minha Misericórdia com confiança”.

A NOVENA

Jesus pediu-lhe também que a festa da Misericórdia Divina fosse precedida por uma Novena, que terá início na Sexta-Feira Santa. E transmitiu à Irmã Faustina uma intenção para a oração de cada dia da novena, reservando o último dia para a mais difícil de todas as intenções que são fracos e indiferentes, sobre os quais disse: “Essas almas causam-me maior sofrimento que quaisquer outras. Foi devido a elas que a Minha Alma sentiu mais angústia no Jardim das Oliveiras. Foi por sua causa que disse: “Meu Pai, se é possível, poupa-me a esta provação, mas que não seja como Eu quero, mas sim como Tu queres”. A sua última esperança de salvação está em invocar a Minha Misericórdia”.

JACULATÓRIA – O Salvador ordenou à Irmã Faustina que escrevesse e rezasse com freqüência esta pequena jaculatória. “Ó Sangue e Água que brotastes do Sagrado Coração de Jesus como fonte de Misericórdia, Eu confio em Vós”.

ORAÇÃO – Senhor cuja Misericórdia é infinita e cujos tesouros de compaixão não conhecem limites, dirigi para nós o vosso olhar e aumentai a Vossa Misericórdia no nosso íntimo, para que, quando sofrermos grandes ansiedades não desesperemos, mas antes, com grande confiança nos conformemos com a Vossa Santíssima vontade, a qual é idêntica à Vossa Misericórdia. Vós, com o Pai e o Espírito Santo, manifestai-nos sempre a Vossa Misericórdia, Amém.

Oração da Misericórdia – Para ser rezada em particular pelas contas do terço:

Nas contas grandes: “Pai Eterno, eu vos ofereço o Corpo, Sangue, Alma e divindade do Vosso Amado Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação pelos nossos pecados e pelos pecados do mundo inteiro”.

Nas contas pequenas: “Pela paixão dolorosa de Jesus, Vosso Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro”. (Esta jaculatória deve ser repetida dez vezes em cada dezena de terço).

No fim de cada dezena deve rezar-se três vezes:

Deus Santo, Deus Forte, Deus imortal, tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro”.

Mais tarde Jesus recomendou à irmã Faustina: “Reza sem descanso este Terço que Eu te ensinei. Todo aquele que o rezar receberá uma grande Misericórdia à hora da morte. Os sacerdotes devem recomendá-los aos pecadores como a sua última esperança. Até o pecador mais empedernido receberá a graça da minha Misericórdia infinita se rezar este Terço ainda que seja uma só vez. Quero que o mundo inteiro conheça da Minha Misericórdia Infinita. Desejo conceder graças incalculáveis aos que confiam da minha Misericórdia”.

Acompanhe o momento de Adoração à Jesus Eucarístico, fundamento de nossa Fé. Esse vídeo foi gravado no Santuário Nacional da Divina Misericórdia em Stockbridge-Massachusetts nos Estados Unidos, onde aconteceu a Peregrinação dos Povos de Língua Portuguesa, com a presença do Pe. José Robério, fundador da Comunidade Missionária Servos da Misericórdia.

 

Leia Mais…

Pufolandia João Pessoa