terça-feira, 10 de novembro de 2009

Japonesa é acusada de matar 6 homens que conheceu pela internet

A polícia do Japão prendeu uma mulher suspeita de ter sido responsável pela morte de pelo menos seis homens que ela teria conhecido pela internet.

Nomeada por sites japoneses como Kamae Kijima, ela se aproximava de homens solitários em páginas de encontros, aplicava um golpe para conseguir dinheiro deles e depois os matava, disfarçando os crimes para que parecessem suicídio ou acidente.

Segundo relatos da imprensa japonesa, Kijima, de 35 anos, tinha um blog sobre culinária e trabalhava em um bar na cidade de Tottori.

Sua última vítima foi um executivo de 41 anos, que foi encontrado morto por asfixia com monóxido de carbono no banco traseiro de um carro, em um aparente suicídio.

Mas além de verificar que não havia chave na ignição nem um bilhete, a polícia descobriu que ele havia transferido 5 milhões de ienes (cerca de R$ 94 mil) para Kijima no dia anterior.

Uma autópsia também revelou que o sangue da vítima continha traços dos mesmos tranquilizantes que haviam sido prescritos para a mulher e encontrados em uma busca na casa dela.

Outras vítimas

Após a confirmação da suspeita, a polícia conseguiu relacionar o nome de Kijima com o de outros homens que tinham aparecido mortos em circunstâncias estranhas.

Um deles era Kenzo Ando, de 80 anos, que morreu em um incêndio em sua casa, onde a mulher havia estado no mesmo dia. Em seu corpo também foram encontrados tranquilizantes.

Desde que Kijima foi presa, a lista de possíveis vítimas cresceu, incluindo um jornalista que foi atropelado por um trem, um policial encontrado enforcado e um homem que teria se afogado.

Segundo a imprensa, ela contava a suas vítimas que pretendia se casar após terminar a faculdade, mas que precisava de dinheiro para isso.

A polícia não tem divulgado informações oficiais sobre o caso, e a maioria das notícias vêm de dados vazados para a imprensa japonesa.

Fonte:  BBC

0 comentários:

Postar um comentário

Pufolandia João Pessoa